Início > Arquivo Noticias > Futebol > Entrevista a Izmailov: «Se passarmos somos favoritos»
Terça, 11 Agosto 2020
Entrevista a Izmailov: «Se passarmos somos favoritos» PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Terça, 06 Março 2012 11:49
120306_capa_ojogoMarat Izmailov conhece as dificuldades que o Sporting vai enfrentar, na quinta-feira, diante do Manchester City, na primeira mão dos oitavos de final da Liga Europa, mas não esconde um desejo e uma ambição. "Agora olhamos só para este adversário, mas se passarmos, temos boas hipóteses de vencer a competição", disse o Czar em entrevista ao sítio da UEFA na internet. O City, na opinião do russo, é de momento "a terceira potência do futebol mundial, a seguir a Barcelona e Real Madrid". E David Silva, o cérebro do líder do campeonato inglês, é o jogador que Izma mais admira na equipa de Roberto Mancini: "Sempre gostei de jogadores com o seu estilo, que pensam o jogo e trabalham bem a bola."


Já no plano interno, as coisas estão mais complicadas. "Quando a época começou, o objetivo era lutarmos pelo título, mas o atraso para os primeiros tornou-se cada vez mais significativo. Temos uma equipa nova, mudámos mais de metade dos jogadores, incluindo equipa técnica. Isso acabou por nos custar pontos na primeira volta", admitiu o médio-ofensivo que, porém, garante estar agora à procura da melhor forma, sem preocupações com a lesão que tanto o limitou no passado: "No outono tive uma recaída da lesão do joelho direito e sabia que ia ter de parar vários meses. Foi preciso tempo para ficar em forma. Agora, com os problemas ultrapassados, sinto-me bem, mas a minha condição física ainda tem de melhorar."

Autor de um golo memorável na partida frente ao Rio Ave, o camisola 10 não esquece o apoio dos adeptos leoninos, que considera fundamental para o sucesso do coletivo, que nunca deixa de valorizar. "Foi muito bom, e um apoio muito caloroso, mas não foi só para mim, e sim para toda a equipa. É importante para que façamos bons resultados."

Equilíbrio não o deixa arriscar um favorito no Benfica-Zenit

Izmailov está em posição privilegiada para antecipar o confronto de hoje entre Benfica e Zenit, mas não arrisca um favorito. "Acredito que as possibilidades são iguais: 50 por cento para cada lado. O Zenit é uma equipa forte e tem um golo de vantagem, o que é importante, mas o Benfica aposta forte para esta época e está a jogar em casa", diz o 10 dos leões, que, no entanto, sabe quem vai apoiar: "Tenho amigos no Zenit, como Anyukova e Kerzhakov, com que joguei nos escalões de formação. Vou torcer por eles; espero que vençam e tenham sucesso."

"Três jogos por semana é que é bom"

Só a fadiga pode atrapalhar, mas Izmailov não se retrai perante a cadência de encontros por semana, que, nesta fase, chega a três. O camisola 10, incisivo, assegura que até se sente "confortável" com a intensidade de jogos: "Ao mais alto nível, em termos europeus, é o que acontece aos clubes mais fortes. Claro que se acumula fadiga, mas gosto de poder jogar duas ou três vezes por semana."

"O desejo é continuar"

Seguro como ativo do Sporting até 2015, Izmailov não olha para o futuro com a incógnita de sair ou abandonar a qualquer momento o clube. O Czar diz mesmo que "nem sonha" com essa possibilidade: "Quero permanecer no Sporting. Tenho mais três anos de contrato e, para alguns jogadores, pode ser muito tempo, mas para mim não. Desejo continuar e cumprir o contrato, mas nem sempre tudo depende dos jogadores."

"Olhar para as coisas como são"

As razões para a distância de 14 pontos face ao líder FC Porto na Liga ZON Sagres são diversas, mas para Izmailov é certo que o título é uma miragem: "No início da época queríamos lutar pelo título, mas começámos a ficar para trás nas primeiras jornadas. Temos uma equipa nova, com muitos jogadores que chegaram, mudança de treinador... Não podemos entrar em fantasias e temos de olhar para as coisas como elas são."

Grupo respeita Sá Pinto e promete luta em campo

Novo treinador, novo líder para defender em campo, como salienta Izmailov, independentemente das críticas ou desconfianças: "Não sei o que as pessoas dizem ou escrevem. Respeitamos muito o treinador. É a pessoa pela qual iremos lutar dentro de campo."

Euro'2012 é "oportunidade" para regressar à seleção

Esperançado em poder ter, no Euro'2012, uma oportunidade de "regressar à seleção", Izmailov revela que não recebeu qualquer contacto do "staff" técnico, mas torce pelo sucesso na Polónia e Ucrânia. "Boa oportunidade para passar o grupo, depois nunca se sabe", atirou.

 

In ojogo.pt


Ítems Relacionados:

 

Redes Sociais

  • Facebook Page: 204936909525135
  • Twitter: scpmemoria
  • YouTube: scpcpmemoria

Escolher Campeonato

RSS Notícias

rss_videos Notícias

Siga-nos no Facebook

header_wikisporting