Início > Arquivo Noticias > Futebol > Bento acalmou ânimos no túnel
Quinta, 09 Dezembro 2021
Bento acalmou ânimos no túnel PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Quarta, 12 Novembro 2008 01:16
081111_spo_por.jpgPOSTIGA PERDEU A CABEÇA E TÉCNICO SERENOU JOGADOR
       
O clássico entre Sporting e FC Porto não acabou quando Helton defendeu a grande penalidade apontada por Abel. A polémica que teve lugar durante os 120’ de jogo teve continuidade no final da partida, mormente no túnel de aceso aos balneários, onde os jogadores leoninos fizeram questão de manifestar a sua indignação a Bruno Paixão, valendo a pronta intervenção de Paulo Bento a serenar os ânimos.

Ao que Record apurou, Hélder Postiga foi o elemento que mais “problemas” causou, tendo perdido a cabeça e confrontado o juiz setubalense com as incidências da partida. Segundo testemunhas no local, o avançado estava bastante enervado e gritava em direcção a árbitro do encontro. “Aqui mandamos nós! Aqui mandamos nós! Isto é a nossa casa. Assim não, é uma vergonha!”, afirmou, valendo a pronta reacção de Paulo Bento que serenou os ânimos em pleno túnel. “Acabou o jogo. Acabou o jogo”, disse várias vezes o treinador aos seus jogadores empurrando-os em direcção ao balneário leonino acalmando, entre outros, o mais enervado Postiga.

Nada no relatório

Apesar de ter sido confrontado por Postiga, Bruno Paixão parece ter relativizado o incidente e, segundo foi possível apurar, resolveu não fazer qualquer menção no relatório, até porque o jogador em circunstância alguma ofendeu o árbitro setubalense. Refira-se que mesmo no túnel, o juiz poderia ter expulso o avançado sportinguista que assim iria incorrer num castigo que o afastaria dos próximos jogos da equipa leonina, o que não vai acontecer.

Lado a lado

Apesar das fortes críticas na conferência de imprensa, Paulo Bento não dirigiu qualquer palavra a Bruno Paixão no túnel, no final da partida. O técnico leonino percorreu cerca de 5/6 metros sempre lado a lado com o árbitro sadino, evitando assim que algum jogador se aproximasse, e não lhe dirigiu palavra, deixando as queixas para a conversa que teve com os jornalistas. O único desabafo de Bento no túnel foi para o árbitro auxiliar. “Tenham coragem. Tenham coragem”, disse o treinador a um dos assistentes, facto que o chefe de equipa também não achou digno de entrar no relatório do jogo.

In www.record.pt

Ítems Relacionados:

 

Redes Sociais

  • Facebook Page: 204936909525135
  • Twitter: scpmemoria
  • YouTube: scpcpmemoria

Escolher Campeonato

RSS Notícias

rss_videos Notícias

Siga-nos no Facebook

header_wikisporting