Início > Arquivo Noticias > Modalidades > Nicolau e Trindade unem velhos rivais no Cartaxo
Sexta, 21 Janeiro 2022
Nicolau e Trindade unem velhos rivais no Cartaxo PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Sábado, 11 Outubro 2008 22:00
081011_trindade_nicolau.jpgCENTENÁRIO DO NASCIMENTO DAS ANTIGAS GLÓRIAS
       
O centenário do nascimento dos ciclistas José Maria Nicolau e Alfredo Trindade, "rivais" e "grandes amigos", vai unir, no Cartaxo, as representações locais de Benfica e Sporting numa homenagem conjunta aos vencedores da Volta a Portugal em bicicleta.

"Temos ideias clubísticas diferentes, mas somos amigos, queremos mostrar isso, e aproveitar o centenário do nascimento de José Maria Nicolau (15/10/1908) e Alfredo Trindade (03/01/1908) para transportar o nosso 'fair play' para toda a sociedade", disse hoje à Agência Lusa Leopoldo Neves, da Casa do Benfica do Cartaxo.



A cordialidade é confirmada quando Domingos Xavier, do Núcleo Sportinguista do Cartaxo, assume que "o Nicolau era muito superior ao Trindade".

"Hoje, ninguém consegue ser amigo e rival, como eram o Nicolau e o Trindade, não há estrutura mental para isso", afirmou Domingos Xavier, acrescentando que o termo "rivalidade" só é usado "porque um estava no Benfica e outro no Sporting", caso contrário, "nem se tratava disso".

Na década de 30, José Maria Nicolau, com a camisola do Benfica, e Alfredo Trindade, Sporting, rivalizavam na conquista de adeptos para os clubes, em território português e foram, de acordo com Leopoldo Neves, os "grandes responsáveis pela divulgação do Benfica e do Sporting pelo país", dando-lhes "verdadeiramente nome" e "a dimensão de grandes clubes".

José Maria Nicolau, nasceu no Cartaxo a 15 de Outubro de 1908, iniciou a carreira em 1928 no Grupo Sportivo de Carcavelos, tendo no ano seguinte passado a representar o Benfica.

Ao serviço dos encarnados acumulou um elevado número de triunfos, com destaque para a Volta a Portugal de 1931, feito que viria a repetir em 1934, depois de na Volta de 1933 ter sido inesperadamente batido pelo seu rival do Sporting.

Também natural do concelho do Cartaxo, mas da freguesia de Valada do Ribatejo, Alfredo Trindade, nasceu no dia 3 de Janeiro de 1908, e deu as primeiras pedaladas em 1929, como individual, transitando no ano seguinte para o Sporting.

Trindade conquistou a primeira Volta história do Sporting, em 1933, depois do triunfo em 1932, então ao serviço da equipa do Rio de Janeiro.

Apesar da repartição de triunfos na prova rainha do ciclismo português, a "amizade" entre os ex-ciclistas "a grande razão" da homenagem conjunta", que terá como imagem promocional "uma fotografia com ambos abraçados", segundo o Leopoldo Neves.

O dirigente da Casa do Benfica enaltece a importância do Cartaxo na história da modalidade, por ser "o concelho do país que deu mais vencedores da Volta a Portugal em bicicleta". Nove conquistas, além das quatro de Nicolau e Trindade, também os conterrâneos Francisco Valada (1966) e Marco Chagas (1982, 1983, 1985 e 1986) venceram a prova rainha do ciclismo português.

Apesar da "divergência" clubística, os dois "amigos de infância" da comissão organizadora desta homenagem, que é composta por "cinco pessoas do Benfica e cinco do Sporting", distinguem a "inteligência" de Alfredo Trindade, da "força" de José Maria Nicolau e recordam "sacanices"dos ciclistas.

Segundo Domingos Xavier, nas festas populares, em vésperas de corridas, Trindade aproveitava a faceta namoradeira de Nicolau para ganhar vantagem no tempo de descanso: "O Nicolau ficava de volta das moças e o Trindade ia para casa, depois dizia-lhe que o tinha deixado ficar para o apanhar mais cansado".

"Numa etapa da Volta a Portugal, o Nicolau prometeu fugir. Conseguiu quase meia hora de avanço, mas teve um furo e não tinha bomba. Ficou à espera da caravana e pediu a bomba ao Trindade, que não a emprestou, e aproveitou para se distanciar", recordou Leopoldo Neves.

Do programa da homenagem, marcada para 19 de Outubro, consta um passeio de cicloturismo, romagens aos cemitérios de Valada do Ribatejo e Cartaxo, um almoço convívio e sessões evocativas dos ciclistas.

A comissão organizadora convidou as direcções de Benfica e Sporting, assim como o Secretário de Estado da Juventude e Desporto, Laurentino Dias, e o presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo, Artur Lopes.

Antecipando a cerimónia, o auditório da FPC receberá quinta-feira uma tertúlia sobre os dois ciclistas com "grandes figuras do ciclismo nacional".

 

In www.record.pt


Ítems Relacionados:

 

Redes Sociais

  • Facebook Page: 204936909525135
  • Twitter: scpmemoria
  • YouTube: scpcpmemoria

Escolher Campeonato

RSS Notícias

rss_videos Notícias

Siga-nos no Facebook

header_wikisporting