Início > Arquivo Noticias > Modalidades > Bessone Basto: "Bettencourt só abre a boca para dizer asneiras"
Domingo, 23 Janeiro 2022
Bessone Basto: "Bettencourt só abre a boca para dizer asneiras" PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Terça, 16 Fevereiro 2010 01:00
100216bessonebarreto1"Não sei o que vai acontecer à equipa depois das recentes declarações do presidente. Devia ter ficado mais tempo no Brasil. Apoiei-o e enganei-me. Só abre a boca para dizer asneiras e está a preparar-se para ser o pior presidente que o Sporting já teve."

"Não concordei com as contratações e é preciso que os jogadores se unam. Temos uma defesa muito baixa que vai enfrentar uma equipa que aposta no futebol direto e nos lances de bola parada. Nunca vi tanta asneira em tão curto período de tempo. José Eduardo Bettencourt está a prejudicar o Sporting. Eu peço desculpa aos sócios por lhe ter dado apoio nas eleições." 

Bessone Basto, ex-atleta de diversas modalidades no Sporting e apoiante de José Eduardo Bettencourt nas últimas eleições internas, "Record", 16-02-2010

QUEM É BESSONE BASTO?

António Bessone Basto, nasceu em Algés, a 9 de Novembro de 1945 no seio de uma família fortemente ligada ao desporto. O avô paterno, Rodrigo Bessone Basto, um apaixonado da natação, leva o neto a diversas travessias do Tejo e funda um dos mais emblemáticos clubes da natação portuguesa, o Sport Algés e Dafundo.
O pai, também Rodrigo, já tinha herdado o gosto pela modalidade, e participa nos Jogos Olímpicos de Helsínquia, em 1952, como membro da equipa nacional de pólo aquático. A mãe, Genovesa Rosa, chega a praticar natação, e a irmã colecciona mesmo alguns títulos.

Foi assim com toda naturalidade que o pequeno António Bessone Basto, com apenas três anos, se inicia na natação do Algés e Dafundo.
Aos oito, para orgulho do avô, faz a primeira travessia do Tejo e aos 12 tem a primeira internacionalização. O pai passa a ser uma influência determinante, já que a certa altura assume o cargo de seleccionador nacional, mas para António isso não representa qualquer vantagem, muito pelo contrário. Certa vez sofre os efeitos de uma intoxicação alimentar, mas é "obrigado" pelo pai a cumprir uma prova de estafetas. O rigor e a disciplina não lhe diminuem a admiração pelo progenitor.
Nos anos 60 é figura da natação nacional, sagrando-se Campeão em quase todas as distâncias e estilos. Durante três anos é Campeão Ibérico das estafetas de 4x100 e 4x200 metros livres e vence duas vezes os Jogos Luso-Brasileiros.
Soma 37 internacionalizações, representando Portugal no Europeu de Leipzig, em 1961, e nas Olimpíadas de Tóquio, em 1964.
No pólo aquático defende as cores do Algés e Dafundo e Sporting Clube de Portugal.

É o atleta mais ecléctico e premiado do desporto português. Bessone Basto guarda mais de 1500 medalhas e troféus ganhos em provas de diversas modalidades desportivas, a par de distinções como a Medalha de Mérito Desportivo e a Medalha de Amizade do Comité Olímpico Português. Arrecada seis medalhas de ouro para nadador do ano, o troféu para o melhor atleta dos anos 60 e o Rugido do Leão, atribuído pelo Sporting.
Na mesma década de 60 passa a praticar andebol e a paixão que dedica às coisas torna-o num jogador de sucesso. Sagra-se vencedor de sete Campeonatos Nacionais e três Taças de Portugal na baliza dos «leões». Como jogador de campo, pelo Atlético de Algés e pela Liga de Algés, é o melhor marcador em várias competições. Representa a selecção de Andebol 45 vezes.

A pesca submarina é outra modalidade em que Bessone Basto se distingue, ao serviço do Sporting, Oriental e ACM. É 15 vezes internacional e ganha três Campeonatos Nacionais individuais, dois em duplas e dez por equipas. Internacionalmente, alcança o sétimo lugar no Mundial 75, no Peru, e o segundo no Mundo Submerso 76.
Em todas as modalidades que pratica nunca muda de clube, «onde começava, acabava. Não fazia sentido para mim estar inserido num grupo numa época, convivendo e partilhando determinados objectivos e depois, na época seguinte, defrontar esse mesmo grupo, agora noutra equipa...».
Da mesma forma e em defesa dos mesmo valores, repudia o "doping". Em três anos, é ainda campeão militar em todas as provas que disputa e participa numa Taça Ibérica de Raguebi, pelo Belenenses.
Judo, Karaté, Basquetebol, Ténis e Ténis de mesa são outras modalidades em que participa, numa vida inteiramente consagrada ao desporto.
António Bessone Basto tem como principal actividade a gestão de uma empresa que comercializa todo o tipo de produtos ligados às actividades náuticas, especialmente à caça submarina. Dirige a secção de actividades subaquáticas do Sporting há mais de uma quinzena de anos, cheios de sucessos (conquista de inúmeros títulos na modalidade de caça submarina), e de vez em quando ainda mergulha em aventuras que o levam a passar seis e sete horas dentro de água.

TÍTULOS CONQUISTADOS AO SERVIÇO DO SPORTING:
7 Campeonatos Nacionais de Andebol (1966, 1967, 1969, 1970, 1971, 1972 e 1973).
3 Taças de Portugal de Andebol (1972, 1973 e 1975).
Internacionalizações: 45 (Andebol), 37 (Natação) e 10 (Pólo Aquático).

FONTE: "Diário de Notícias", 21-08-2008

Ítems Relacionados:

 

Redes Sociais

  • Facebook Page: 204936909525135
  • Twitter: scpmemoria
  • YouTube: scpcpmemoria

Escolher Campeonato

RSS Notícias

rss_videos Notícias

Siga-nos no Facebook

header_wikisporting