Início > Arquivo Noticias > Clube > Braz da Silva garante os 50 milhões. Mas vai ter adversários
Sábado, 02 Março 2024
Braz da Silva garante os 50 milhões. Mas vai ter adversários PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Quinta, 03 Fevereiro 2011 13:20

110203_braz_silvaO líder da Finertec já tem reunidos os investidores para o futebol. Vai a votos, mas a oposição trabalha na sombra

 

Braz da Silva pode ser o nome menos conhecido entre os três apontados à corrida presidencial do Sporting, mas já arranjou forma de se fazer notar: garantiu junto dos investidores os 50 milhões de euros para injectar no clube, tal como tinha prometido. Fonte próxima do empresário confirmou ao i que esse montante (a primeira fase de um investimento total de 100 milhões) foi recentemente assegurado por Braz da Silva. O líder da Finertec encontra-se amanhã com Agostinho Abade, presidente do Conselho Fiscal do Sporting, para procurar um entendimento, antes de anunciar a candidatura às eleições de 26 de Março.


Sem qualquer candidatura confirmada, o cenário mais provável continua a ser o de uma corrida a três, com um outsider atento. Mas o universo leonino continua a preferir contar espingardas antes de avançar para a guerra. Tanto Rogério Alves (presidente da mesa da assembleia geral) como Godinho Lopes (ex-vice presidente), as duas candidaturas que se afiguram como mais prováveis para enfrentar Braz da Silva, têm mantido contactos para perceber com quem podem contar e recusam avançar com datas para uma decisão.

"A candidatura de Braz da Silva é uma incógnita. Ou já está esclarecido ou tem um toque de Midas. Rogério e Godinho são duas pessoas ponderadas que não embarcam em aventuras sem saberem com o que podem contar. Tenho a certeza que só avançarão com os parceiros negociados. Ganhar as eleições é fácil, o pior é o day after", afirma ao i um proeminente ex-dirigente leonino. Antigos e actuais dirigentes contactados pelo nosso jornal falam de Braz da Silva com muita precaução, por não conhecerem o projecto do homem forte da Finertec. Por isso, garantem que este não irá correr sozinho à presidência do Sporting. No entanto, o cenário de uma coligação entre Rogério Alves e Godinho Lopes - para impedir uma eventual vitória de Braz da Silva - não foi ainda ponderado e será "altamente improvável", reforça ao i um elemento próximo ao advogado.

Na expectativa está Abrantes Mendes, candidato derrotado em 2006, que não exclui a hipótese de avançar sozinho. "Preferia que houvesse um consenso, já que o Sporting vive um momento grave. É necessário romper com as ideias do passado e trazer um novo entusiasmo ao clube", explica. Nos próximos dias vai encontrar-se com dois dos prováveis candidatos para conhecer os seus projectos, enquanto mantém a sua candidatura em cima da mesa, com "tudo pronto para avançar, se necessário".

"As candidaturas só deviam surgir depois de 14 de Fevereiro [data da demissão dos órgãos sociais do clube]. Por uma questão de respeito, não me parece boa ideia que apareçam antes", diz Rui Oliveira e Costa, membro do Conselho Leonino. Porém, pelos últimos desenvolvimentos, a próxima semana poderá trazer confirmações ao oceano de dúvida que rodeia Alvalade.

 

In ionline.pt


Ítems Relacionados:

 

Redes Sociais

  • Facebook Page: 204936909525135
  • Twitter: scpmemoria
  • YouTube: scpcpmemoria

Escolher Campeonato

RSS Notícias

rss_videos Notícias

Siga-nos no Facebook

header_wikisporting