Início > Arquivo Noticias > Futebol > Douglas: «Tenho saudades de ver Alvalade cheio»
Sexta, 21 Janeiro 2022
Douglas: «Tenho saudades de ver Alvalade cheio» PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Terça, 15 Fevereiro 2011 18:15

Foto: DouglasAntigo médio do Sporting lembra as grandes noites europeias dos anos 90

 

William Douglas Menezes: ou apenas Douglas. Camisola 8 nas costas, sempre por fora dos calções, cabelos compridos e um futebol feito de intensidade. O brasileiro é um nome difícil de esquecer em Alvalade. Chegou ao Sporting em 1988 e durante quatro anos encheu o meio-campo leonino.

Eram tempos difíceis, como são os actuais, para o Sporting: a equipa vivia o auge de um longo jejum de sem títulos. Mesmo assim enchia o estádio. Tinha boas equipas, para além de Douglas, garantiu por exemplo Silas e Luizinho, também eles internacionais brasileiros, pelo que nas bancadas havia ilusão.


É essa ilusão que Douglas diz que faz falta ao Sporting. O antigo médio vive em Minas Gerais, onde é adjunto do Guarani. Apesar de entretanto ter começado a dedicar-se à actividade de fazendeiro, nunca se afastou em completo do futebol. Nem do Sporting, claro, que acompanha à distância.

«Tenho muitas saudades de ver Alvalade cheio», confessa ao Maisfutebol. «O Sporting tem de dar uma grande volta. Não pode estar a tantos pontos do primeiro lugar. Quantos são, mesmo? 23? Minha nossa. Não pode. O Sporting tem de lutar pelos títulos, é um clube com uma massa adepta incrível.»

Numa viagem à memória das épocas que passou em Alvalade, Douglas recorda sobretudo os jogos na UEFA. O Sporting, curiosamente, prepara-se para entrar em campo frente ao Glasgow Rangers, numa eliminatória da Liga Europa que pode muito bem significar a sobrevivência do sonho leonino.

«Fizemos duas grandes Taças UEFA. Numa época só fomos eliminados pelo Nápoles, de Maradona, nos penalties e na outra fomos à meia-final e caímos perante o Inter, de Matthaus e Klinsmann. Nessa época eliminámos o Vitesse antes com uma vitória por 2-1 em que eu marquei os dois golos», sorri.

As memórias dessas grandes noites europeias surgem rápidas na cabeça de Douglas. «As melhores recordações são as que tenho de ver Alvalade cheio em jogos da Taça UEFA. O público fazia uma coreografia nas bancadas em verde e preto, o espectáculo mais lindo que eu vi uns adeptos fazer», conta.

Por isso diz que é necessário o Sporting acordar. «Tenho uma grande satisfação por ter feito parte dessa época do clube. É uma pena o que está a acontecer agora. Venderam o Liedson e têm de acertar nas contratações. O Sporting não pode falhar mais. Tem de dar uma grande volta.»

Da parte dele, garante, está «disponível para ajudar no que for possível». Mas sabe que não passa muito por ele. «Espero que o Sporting volte a viver grandes noites europeias em Alvalade.», frisa. «Espero que tenham sorte nessa Liga Europa. O clube e os adeptos merecem ter alegrias.»

Veja um vídeo de Douglas no Sporting:


 

In http://www.maisfutebol.iol.pt


Ítems Relacionados:

 

Redes Sociais

  • Facebook Page: 204936909525135
  • Twitter: scpmemoria
  • YouTube: scpcpmemoria

Escolher Campeonato

RSS Notícias

rss_videos Notícias

Siga-nos no Facebook

header_wikisporting