Início > Arquivo Noticias > Clube > Zico. Água mole em pedra dura tanto bate até que fura
Sexta, 30 Setembro 2022
Zico. Água mole em pedra dura tanto bate até que fura PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Sexta, 04 Março 2011 21:40

091209_zicoCampanha ao rubro. No mesmo dia em que Baltazar apresenta lista, com treinador e Santana Lopes, Godinho responde com Eduardo Catroga

 

Repetir a mesma palavra ou frase muitas vezes ajuda a memorizar. É uma das regras base nos refrães dos hits pop, que levam milhares de pessoas a comprar discos de qualidade duvidosa. Talvez por isso Zico diga todos os anos, em entrevistas, que gostava de treinar o Sporting para homenagear o pai, blá blá, over and over again. Quando se atira o barro à parede, ele pode colar. Deve ter sido o que pensou Zico quando foi contactado para ser o treinador dos leões, caso Pedro Baltazar vença as eleições de dia 26.


 Com uma carreira brilhante enquanto futebolista, será que o Zico treinador tem perfil para fazer do Sporting uma equipa vencedora? "Sem dúvida. Já fez óptimos trabalhos e mostrou a sua qualidade em sítios mais complicados em relação à adaptação, cultura e estilo de jogo", explicou ao i Deivid, ex-avançado do Sporting treinado por Zico no Fenerbahçe. O futebolista realça que o Pelé branco "fala a linguagem dos jogadores e sabe passar bem a mensagem, ao contrário de outros técnicos". Deivid acredita que a crise leonina não seria problema para Zico, embora "todo o trabalho precise de um certo tempo para dar resultados"."Joguei com ele sete anos no Flamengo, tem um carácter do melhor que há. Foi um dos responsáveis pelo desenvolvimento do futebol japonês e penso, obviamente, que reúne condições para estar à frente de um grande clube", disse ao i Carlos Mozer, ex-defesa do Flamengo e do Benfica.

ases catroga e santana Coincidência ou não, na tarde em que Pedro Baltazar tinha agendada a apresentação da candidatura, a lista de Godinho Lopes sacou de mais um trunfo: Eduardo Catroga. Contactado pelo i, o ex-ministro das Finanças explicou o seu papel. "Disseram-lhe que seria o número 1? [risos] Não tenho tempo para cargos de direcção. É apenas um lugar no Conselho Leonino, um órgão consultivo", afirmou. Baltazar contrapôs com outro nome forte do PSD, Pedro Santana Lopes, ex-presidente do Sporting e primeiro-ministro, agora candidato à Assembleia Geral leonina.

Catroga, coordenador do programa eleitoral laranja e sócio do Sporting desde o início dos anos 90, aceitou o convite pela "capacidade de liderança" que reconhece em "pessoas com sucesso na vida empresarial, como Godinho Lopes, Carlos Barbosa ou Aureleano Neves". "Parece-me a candidatura mais válida e capaz de dirigir o Sporting numa conjuntura extraordinariamente difícil, devido aos inêxitos desportivos nos últimos dez anos. O clube tem estado entregue a pessoas capazes, mas algumas decisões menos boas levaram a esta situação", explicou Catroga, que já pertenceu ao Conselho Leonino nas direcções de José Roquette e Dias da Cunha. "Esta candidatura falou comigo e achei que poderia regressar. Não conheço alguns dos nomes [das outras candidaturas] nem sei se são bons líderes, por isso decidi apoiar Godinho Lopes", esclareceu o antigo governante. Eduardo Catroga tem lugar cativo num camarote do estádio de Alvalade e assiste, com alguma regularidade, aos jogos. Há dois anos, Dias da Cunha chegou a dizer que o economista era a pessoa ideal para liderar o clube.

 

In ionline.pt

 



Ítems Relacionados:

 

Redes Sociais

  • Facebook Page: 204936909525135
  • Twitter: scpmemoria
  • YouTube: scpcpmemoria

Escolher Campeonato

RSS Notícias

rss_videos Notícias

Siga-nos no Facebook

header_wikisporting